50 Perguntas Mágicas que te Abrem a Mente

Estas perguntas 50 perguntas mágicas não têm respostas corretas ou erradas. Porque às vezes fazer a perguntas certa já é a resposta.

Usa-as para ganhar mais clareza em relação a ti mesmo, à tua visão, aos teus sonhos e objetivos, bem como às ações necessárias para os tornar realidade.

Artigo Relacionado: R-Evolução Pessoal O Hangout da Visão da Tribo

Cada execução, descoberta, ou transformação começou com a decisão consciente de fazer uma mudança e ser consistente em dar pequenos passos todos os dias.

No final de um tempo, esse compromisso vai mover montanhas!

Por isso, vai buscar o teu bloco de notas e responde às perguntas abaixo de forma honesta e simples. Vamos por a tua vida em pratos limpos…

  1. Que idade terias se não soubesses que idade tens?
  2. Qual é o pior, falhar ou nunca tentar?
  3. A vida é tão curta, porque é que fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?
  4. No final das contas, acabaste por falar mais do que agiste?
  5. Qual é a uma coisa que mais gostarias de mudar no mundo?
  6. Se felicidade fosse a moeda corrente, que tipo de trabalho te faria rico?
  7. Estás a fazer o que acreditas, ou estás a conformar-te com o que estás a fazer?
  8. Se a esperança média de vida humana fosse de 40 anos, de que forma diferente viverias a tua vida?
  9. Até que ponto é que realmente controlaste o curso da tua vida até agora?
  10. Estás mais preocupado em fazer as coisas bem, ou em fazer as coisas certas?
  11. Estás a almoçar com 3 pessoas que admiras e respeitas. Todos eles começam a criticar uma das tuas amigas próximas, sem saberem que ela é tua amiga. As críticas são de mau gosto e injustificadas. O que é que fazes?
  12. Se pudesses oferecer apenas um conselho a uma criança recém-nascida, o que seria?
  13. Farias algo ilegal para salvar um ente querido?
  14. Alguma vez viste loucura onde mais tarde viste criatividade?
  15. O que é que sabes que fazes de forma diferente da maioria das pessoas?
  16. Porque é que as coisas que te fazem feliz não fazem todos os outros felizes?
  17. Qual é aquela uma coisa que não fizeste e que queres mesmo fazer?
  18. O que te está a impedir?
  19. Estás agarrado a algo que precisas de largar?
  20. Se tivesses de mudar para um destrito ou país que não o onde vives neste momento, para onde irias e porquê?
  21. Puxas o botão do elevador mais do que uma vez? Acreditas mesmo que isso torna o elevador mais rápido?
  22. Preferias ser um génio preocupado ou uma pessoa simples e alegre?
  23. Porque é que tu, és tu?
  24. Tens sido o tipo de amigo que queres como amigo?
  25. Qual é o pior, quando um bom amigo vai para longe de ti, ou perder contacto com um amigo que vive perto de ti?
  26. Pelo que é que te sentes mais grato?
  27. Preferias perder todas as tuas memórias antigas, ou nunca poder criar memórias novas?
  28. É possível saber a verdade sem a desafiar primeiro?
  29. O teu maior medo alguma vez se tornou real?
  30. Lembras-te daquela altura há 5 anos atrás em que estavas extremamente chateado? É realmente assim tão importante agora?
  31. Qual é a memória mais feliz da tua infância? O que a torna tão especial?
  32. Em que altura do teu passado recente é que te sentiste o mais vivo e apaixonado? Se não agora, então quando?
  33. Se ainda não o alcançaste, o que é que tens a perder?
  34. Alguma vez estiveste com alguém, não disseste nada, e depois foste embora como se tivesses tido a melhor conversa de sempre?
  35. Porque é que religiões que apoiam amor causam tantas guerras?
  36. É possível saber, sem sombra de dúvida, o que é bom e o que é mau?
  37. Se tivesses acabado de ganhar 1 milhão de euros, despedias-te do teu emprego?
  38. Preferes ter menos trabalho para fazer, ou mais trabalho que realmente gostas de fazer?
  39. Sentes como se já tivesses vivido este dia centenas de vezes antes?
  40. Quando foi a última vez que tu entraste na escuridão com apenas o brilho suave de uma ideia em que acreditas fortemente?
  41. Se soubesses que toda a gente que conheces ia morrer amanhã, quem é que visitarias hoje?
  42. Estarias disposto a reduzir o teu tempo de vida por 10 anos para te tornares extremamente atraente ou famoso?
  43. Qual é a diferença entre estar vivo e realmente viver?
  44. Quando é que é altura de parar de calcular riscos e recompensas, e simplesmente ir fazer o que sabes estar certo?
  45. Se aprendemos com os nossos erros, porque é que temos sempre tanto medo de cometer um erro?
  46. O que farias de diferente se soubesses que ninguém te ia julgar?
  47. Qual foi a última vez que te apercebeste do som da tua própria respiração?
  48. O que é que amas?
  49. Alguma das tuas ações recentes expressam abertamente esse amor?
  50. Daqui a 5 anos, vais-te lembrar do que fizeste ontem? Então e o dia antes desse? Ou o dia antes desse?

 

PARABÉNS! O facto de teres acabado isto significa que já te conheces um bocadinho melhor, novas luzes acenderam na tua cabeça e estás 1 passo mais próximo da tua realização pessoal e profissional. Desde que faças uma coisa…

Trabalho.

Sonhos não se tornam em realidade apenas ao sonhar. Esse é o primeiro passo e o mais simples. E depois destas 50 perguntas intensas de introspeção, com certeza que tens uma visão mais clara na tua cabeça.

Mas a magia acontece quando aplicas um processo consistente de ação dedicada às coisas que são mais importantes para ti na tua vida. E não te iludas, precisas de trabalhar muito.

Quando te comprometes a esse nível o céu é literalmente o limite. É isso que torna o impossível no possível e o que faz a diferença entre uma vida lendária e uma vida normal…

Artigo Relacionado: O Segredo do Sucesso em 8 Passos – Inspirado no Will Smith

… Também é aqui que a maioria das pessoas se perde. Na ação.

Já aconteceu comigo e com certeza já aconteceu contigo também. Não passar um sonho para a realidade seja porque não fazemos as ações necessárias, ou porque “não temos tempo”, ou porque nem sequer sabemos que ações são essas…!

Mas deixa-me dizer-te duas coisas…

1. Temos muito mais poder do que admitimos a nós mesmos.
Já temos tudo o que precisamos dentro de nós para atingir os nossos objetivos. O potencial está todo lá.

Conseguimos atingir tudo aquilo que nos comprometermos a fazer, mas nunca chegamos mais longe do que aquilo que acreditamos conseguir. Acredita em ti!

2. Nunca estás sozinho!
Há sempre pessoas que pensam como tu, que partilham os teus valores, os teus ideais, os teus sonhos e objetivos e que querem colaborar contigo para as fazer acontecer em conjunto.

Há sempre pessoas que passaram por situações semelhantes à tua, por desafios parecidos ou até piores, e conseguiram ultrapassar tudo isso, conquistaram as suas vidas e podem-te aconselhar.

Há sempre pessoas que já conseguiram aquilo que tu queres, já sabem o caminho e podem-to ensinar.

Artigo Relacionado: Manifesto da Tribo Comunidade de Marketers Digitais  – O Que Somos | Os Nossos Valores | A Nossa Missão

Assim que começares a expressar-te e a deixar o teu valor sair cá para fora, essas pessoas vão começar a aparecer na tua vida.

A única coisa que precisas é QUERÊ-LO o suficiente. Essa parte depende de ti.

 

 COISAS IMPORTANTES PARA TER EM MENTE

COISAS IMPORTANTES PARA TER EM MENTE (!):

O Scott Dinsmore, fundador da comunidade “Live Your Legend, chama a atenção a 4 pontos importantes no que toca a definir, agendar, e realizar objetivos.

1. TUDO DEMORA MAIS TEMPO DO QUE PENSAVAMOS.

Isto aplica-se tanto a tarefas do dia-a-dia (como escrever um artigo para o teu blog), como tarefas a longo prazo (como criar um novo produto próprio para o teu negócio, ou guardar dinheiro suficiente para passar uma semana nas Caraíbas).

Seja qual for o objetivo da tarefa, reserva um pouco mais tempo do que pensas que precisas para completar a tarefa. Em vez de escreveres um artigo em 1 hora, reserva 1 hora e meia para o fazer. Se pensas que demoras 7 dias a fazer um novo produto, reserva talvez 8 ou 9… Tu percebes a ideia.

Tens as tarefas definidas e datadas, e como não te deste apenas o tempo mínimo para ter as coisas feitas não começas a entrar em pânico quando começares a ver os dias a passar e as coisas a demorarem mais tempo do que esperavas.

Artigo Relacionado: Como Lidar com a Frustração Tornando-a numa Aliada

No pior dos casos ficas com tempo extra. 🙂

2. DEIXA JANELAS DE “TEMPO LIVRE” NO TEU HORÁRIO

Não preenchas cada segundo de cada dia. Aparecem sempre coisas inesperadas e não podes deixar que elas desorientem a tua semana.

Dá tempo a ti mesmo para tratar de coisas importantes “de última hora”, e para ser espontâneo com as coisas.

3. TEM CONSCIÊNCIA QUE NÃO VAIS FAZER TUDO

Até com ótimo planeamento parece que temos a tendência a ser demasiado ambiciosos. Há sempre tanto para fazer, tanto a nível pessoal como profissional. Há sempre coisas a ser melhoradas.

Realização pessoal e profissional são dois processos que nunca acabam. O que significa que tens SEMPRE uma lista gigante de coisas para fazer, por muito que trabalhes. E, pessoalmente, ver uma lista de tarefas por completar no final da semana depois de ter estado a semana inteira a “dar o litro” era das coisas mais stressantes e desmotivadoras para mim.

Por isso, em vez de fazer apenas listas de “tarefas a completar”, também comecei a fazer lista de “tarefas completas”. “Tarefas a completar” para as tarefas mais importantes que preciso de fazer, e a lista de “tarefas completas” para tudo o que fiz durante a semana, seja mais ou menos importante.

Artigo Relacionado: Como Melhorar a Tua Produtividade com o Método das Duas Listas

É importante nos lembrarmos das nossas realizações, execuções e vitórias. Tanto quanto nos lembrarmos dos nossos sonhos e objetivos ainda por realizar. Uns motivam e inspiram e entusiasmam, e os outros dão-nos direção e foco.

Não faz mal deixares algumas coisas para a próxima semana, desde que as faças. Até é mais uma razão para estares entusiasmado pela semana que vem!

4. AGENDA AS COISAS MAIS IMPORTANTES PARA O INICIO DO DIA E O INICIO DA SEMANA

É bom que as tuas prioridades estejam bem definidas porque, como já viste, há muito para fazer e normalmente não há muito tempo. Não é boa ideia gastares o tempo que tens a fazer certas coisas quando “os pilares” não estão lá.

Dá prioridade às tarefas mais importantes para que, não importa o que acontece, pelo menos ficas com algumas coisas feitas. Lembra-te: chegas mais longe a trabalhar de forma inteligente do que só a trabalhar muito.

 

Com o processo correto vais sempre ter tempo para o que importa…

Artigo Relacionado: 7 Dicas Para Usar o Google Calendar Para te Ajudar a Gerir o Teu Tempo

Incorpora os pontos acima no teu processo semanal e dá a oportunidade a ti mesmo de fazer mais coisas que realmente importam.

Seja perder alguns quilos, ou passar para uma profissão que realmente gostas, o processo pode fazer toda a diferença. E isso começa com como passas os teus dias, semanas e horas.

Há decisões a serem tomadas agora mesmo.

A questão é: Estás a tomá-las para ti, ou estás a deixar que outras pessoas as tomem por ti?

Por favor partilha o que pensas connosco na secção dos comentários, abaixo.

Bia do Suporte Tribo

 

NOTA: O valor incrível que vez neste blog comunitário é completamente gratuito - e aqui 
na Tribo gostamos dele assim! Só peço que PARTILHES este conhecimento com quem precisa 
dele através da Página de Fãs Oficial. Não te esqueças de pôr um Like! ;)

 

 


Gostaste deste artigo? Provavelmente também vais gostar destes!
>> Tu Tens o Controlo?
>> Ativa, Persiste & Sê Intenso: Um Guia Simples para Motivação
>> 3 Fantásticos Motivos para Seres Tu Mesmo
>> A Mudança é Natural e Inevitável
>> Tira os Teus Sonhos da Gaveta