Campo de Treino SEO – A Ciência Por Trás da Tua Taxa de Rejeição

Se és novo no mundo online, ainda podes não conhecer o termo “bounce rate”, ou taxa de rejeição em português.

Mas para os que estão viciados em medir tudo, a nossa taxa de rejeição é uma obsessão (e também não gostamos de o admitir).

A taxa de rejeição de um website é a percentagem de sessões de apenas uma página. Esta métrica mede a quantidade de sessões no teu website que acabaram com uma visita a uma única página.

Existem inúmeros serviços lá fora que medem a taxa de rejeição, mas a nossa favorita (e tu já devias saber que isto aí vinha) é o Google Analytics.

Por definição, a taxa de rejeição é feita para te alertar, como dono de um website, para uma de duas coisas:

1. A página ou site é demasiado difícil usar.
2. O visitante não encontrou o que estava a procura.

PRIMEIRO, VAMOS DEFINIR EXPECTATIVAS REALISTAS…

Se és como eu, a primeira vez que viste a tua taxa de rejeição, quiseste chorar.

69.72% taxa de rejeição?! Isso é impossível!

Bounce-Rate

Pode ser que fiques aliviado em saber que a média de taxa de rejeição para websites baseados em conteúdo é entre 70%-90%. Para blogs? É entre 70%-98%.

Então 69.72% é abaixo da média? … … ufa?

De alguma forma, ainda não te sentes reconfortado sabendo isso, e acredita em mim… Eu compreendo.

No entanto lembra-te, pode haver uma boa razão para a tua taxa de rejeição estar tão alta, por isso mantém em mente o seguinte.

TENS UM WEBSITE DE UMA ÚNICA PÁGINA?

Se estás a usar o Google Analytics para seguir, digamos, uma página de captura ou página de ponte, então claro que a tua taxa de rejeição vai ser perto de (se não estiver a) 100%.

PROMOVES BLOG POSTS ÚNICOS DIRETAMENTE?

Se a tua estratégia de marketing é gerar tráfego para um único artigo do blog, e esse blog post está a vender um produto particular, então vamos pensar acerca de como a tua taxa de rejeição seria afetada.

Artigo Relacionado: O Que É “Blogging” e Como é que Me Gera Rendimento?

Se um visitante é direcionado para o teu blog post, esse blog post é lido, e a tua chamada à ação é comprar o Kalatu e entrar na Empower Network, essa chamada à ação vai inevitavelmente levar ao visitante sair do teu blog e para dentro de um funil de vendas.

Artigo Relacionado: Muito Mais que Blog Marketing para Principiantes

Nestes casos, podes fazer o Google Analytics funcionar a teu favor e implementar objetivos de vendas e outros objetivos no teu tracking. Então, podes dizer à tua taxa de rejeição para ir dar uma volta.

Lembra-te, para a maioria dos blogues, tipicamente uma taxa de rejeição alta é aceitável e esperada. O teu blog oferece uma peça de conteúdo interessante, e o visitante vai-se embora depois de retirar o valor do artigo.

COMO POSSO MELHORAR A MINHA TAXA DE REJEIÇÃO?

Ok, vamos lá limpar estas lágrimas e começar o trabalho.

Artigo Relacionado: 11 Ingredientes Chave para o Melhor Blog Post de Sempre

Sabemos que colocas muito trabalho árduo para tornar o teu blog fantástico. Mas sejamos objetivos aqui, e olhar para a coisa na perspetiva do utilizador.

1. ATRAI A AUDIÊNCIA CERTA.

Certifica-te que a tua estratégia de marketing é apontada para a tua audiência. Usa palavras-chave que estão relacionadas com o conteúdo do teu blog. Aponta para a tua audiência online onde ela passa mais tempo.

Artigo Relacionado: Campo de Treino SEO – Redes Sociais

2. RETIRA PUBLICIDADES, POP UPS, OU LEITORES DE VÍDEO EXCESSIVOS.

Todos estes fatores aumentam o tempo de carregamento do teu website, tornando mais fácil para um visitante saltar o barco.

A Empower Network está (shhh) prestes a lançar uma característica nova de light box pop up. Ao implementar isto, certifica-te que é claro e simples. Além disso, tenta limitar a quantidade de sítios ou condições em que a light box vai aparecer.

3. LIMITA LINKS EXTERNOS.

Todos nós adoramos linkar para  o conteúdo uns dos outros, e dar o crédito onde ele pertence. Embora esta dica melhore a tua taxa de rejeição, os contras de o fazer podem pesar mais do que os prós.

No entanto, é encorajado fazer o teu blog trabalhar por si mesmo – isto é, criar backlinking rico pelo teu website. Links para o teu próprio conteúdo na mesma quantidade, se não for em maior quantidade do que para websites externos.

Artigo Relacionado: Adiciona Hiperlinks e Imagens Clicáveis Facilmente no Kalatu

Sempre que puseres um link para um website externo, certifica-te que escolhes “Open in new window” (Abre numa nova janela).

New-Tab

 4. ATENDE À NAVEGAÇÃO

Cria um caminho de navegação claro usando o teu menu de cabeçalho, menu de rodapé, e certos widgets. Os de artigos recentes, categorias, páginas, e arquivos funcionam todos a teu favor, visto que encorajam um visitante a ficar no teu blog post e a ler mais conteúdo.

Para nós, tem sido útil manter os artigos recentes perto do topo da página onde um leitor os consegue ver quando um artigo é aberto. Usamos thumbnails para atrair mais leitores usando marketing visual. O que nos leva ao próximo ponto…

5. FAZ O TEXTO O MAIS LEGÍVEL POSSÍVEL.

Espaço branco e/ou fundos são úteis, bem como o texto escuro. Basicamente, avalia o teu blog e certifica-te que há um bom contraste de cores em todo o lado. Se o texto for deslavado, podes acreditar que um visitante não vai ter a tendência de ficar durante muito tempo.

Formata o texto num fluxo sensato, e usa títulos grandes e listas numeradas ou por pontos (como esta). Quando mais lógica for a tua entrega de informação, mais fácil é a utilização do teu website e o teu visitante fica durante mais tempo.

Artigo Relacionado: Power Bloggers – Escrever e Formatar Conteúdos


6. CONTEÚDO É REI.

Esta é óbvia. Fornece conteúdo de qualidade aos teus leitores. Não publiques nada de que não te orgulhes. Se o teu coração não está lá, o conteúdo dá a ideia de ser forçado, indiferente, ou falso.

Esta imagem vem de uma infografia publicada pelo Quicksprout.

FORNECE BOM CONTEÚDO
7. MELHORA A COMUNICAÇÃO DA TUA MARCA

Um ótimo artigo acerca de taxa de rejeição no Mashable explica que “contar histórias da marca” é crucial para manter uma taxa de rejeição mais baixa. Deves certificar-te que a mensagem da tua marca é clara, para que a tua audiência compreenda quem tu és como marca, o que ofereces, e porque o ofereces.

Artigo Relacionado: Comunicação Eficaz – Os 7 C’s

8. FAZ MARKETING DO TEU WEBSITE A TRÁFEGO MORNO

Sejamos realistas; tráfego frio contribui para taxas de rejeição mais altas. Estão a ser levados lá com um propósito, e podes crer que não é para curtir e ler a tua opinião acerca de taxas de crime em escolas do centro das cidades.

Quando fazes marketing do teu conteúdo a indivíduos que já foram expostos anteriormente à tua marca (de qualquer forma), a probabilidade de eles “se aconchegarem” ao teu website e ficarem por lá um pouco aumenta.

9. CERTIFICA-TE QUE O TEU WEBSITE ESTÁ OTIMIZADO PARA UTILIZAÇÃO MÓVEL.

Não podemos evitá-lo mais; a utilização de Internet foi tomada pelos dispositivos móveis. Em 2014, a utilização de Internet móvel ultrapassou a dos computadores. Isso significa que se o teu website ou blog não servir para uso portátil, então essa taxa de rejeição vai continuar a aumentar.

Número de Utilizadores Globais (Milhões)

Certifica-te que abres o teu website no teu smartphone ou tablet de vez em quando. Testa todos os links. Testa o tempo de carregamento. Olha para o formato e design. É um website onde tu passarias tempo como utilizador móvel?

Se és um membro Kalatu, certifica-te que envias feedback ou pedidos de melhoramento para support@empowernetwork.com.

Estamos constantemente a trabalhar para melhorar os Temas Kalatu para todos os dispositivos, incluindo dispositivos móveis. Quanto mais informação tivermos de ti, mais depressa isto pode ser feito!

10. CAPTURA A SUA ATENÇÃO.

Lembras-te que o widget dos artigos recentes de que falei no ponto 4? Tens de ter títulos interessantes e que chamem a atenção nesses artigos. Aumenta a sua curiosidade.

Adoramos o Capítulo 3 do Guia Definitivo de Copyrighting pelo Quicksprout.

Aqui estão mais dicas sobre títulos da Michelle Shaeffer.

Dica: Também podes usar o gerador “Dá-me um Título” do Kalatu!

Artigo Relacionado: 9 Ferramentas Úteis do Kalatu Que Poupam Tempo e Energia

 

Com tudo isto no teu arsenal, com certeza que vais conseguir diminuir a tua taxa de rejeição a uma margem razoável. No entanto, não fiques preso nas hélices.

A coisa mais importante para o dono de um blog fazer é… bem… BLOGAR! Criar conteúdo, formatá-lo logicamente, e sindicá-lo. Pô-lo lá fora. Fazer com que seja lido.

Lembra-te, taxa de rejeição não é indicativo completo de um design de website mau ou de conteúdo mau. Não é, de forma alguma, o fim de tudo.

 

Qual é a tua experiência com o aumento/decréscimo da taxa de rejeição? Quais destas dicas vais começar a implementar?

Diz-nos nos comentários!

 

 

 


Gostaste deste artigo? Provavelmente também vais gostar destes!
>> Campo de Treino SEO – Planos e Estratégias para Conteúdo
>> 12 Passos para Teres Mais Olhos no Teu Blog Depois de Publicado
>> Estás a Cometer Estes 8 Erros Críticos de SEO?
>> 4 Recursos para Te Tornares num Blogger Mais Confiante
>> Já Imaginaste o Poder que Um Blog Pode Ter para Te Dar?

Save